segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Uma Vitória sobre o Alzheimer!

Bravo Dona Rosa !

Num 28 de dezembro ela adentrou a casa de repouso, trazida por sua filha em uma ambulancia.


Vinha do hospital onde estava internada por estar desidratada e desnutrida, efeitos dos cuidados de outra clinica.


Usava sonda nasogástroca, pernas já atrofiando, encolhida. Tremia muito e nem podiamas tocar que gemia. Varias marcas no braço do soro, aqueles hematomas que conhecemos bem, doi e muito. escaras sacrais e nos pés, e pelo estado já existiam antes do hospital.


Não sossegamos enquanto não tiramos a sonda, e depois de 3 dias ela estava fora e já comia comida pastosa, já não se assustava mais com toques e se deixava cuidar.


Com a fisioterapia adequada duas pernas foram esticando, e alguns movimentos já voltaram a acontecer.


Com muita paciencia, a comida já é servida normalmente e ela já mastiga.


Com muito amor e carinho, hoje ela sorri e nos chama de Meu Amor!


Seu filho, que antes reclamava dos gastos e achava que aquela batalha já estava vencida e já se rendia ao inimigo, veio em visita de rotina, e foi surpreendido, quando lhe foi pedido que a fosse ver em seu quarto, coisa que ele se negava por ver sua mãe deteriorando...


Ao entrar, ela já sentada, cruzou as pernas e estendeu os braços para um abraço de seu amado filho, que em lágrimas o retribui, e ainda pode ganhar um afago em seus cabelos como um longo e demorado beijo!


Isto tudo em um mes !!!

2 comentários:

  1. Boa tarde,
    Simone Haj Mussi Chella de Oliveira, arquiteta especializada em Projetos de Interiores Residenciais e Comerciais com ênfase em Projetos Especiais de Adaptação de Ambientes.

    A necessidade de adaptar para aquele que já não tem mais a possibilidade de se adaptar foi tema do meu projeto final de pós graduação e descobri a importância dos ambientes onde vivem e convivem os portadores de alguma necessidade especial para a sua qualidade de vida, conforto, bem estar e segurança.
    Finalizei minha especialização na área de projetos de interiores residenciais e comerciais e estou direcionando o meu trabalho para a adaptação de arquitetura e projetos de interiores especializados em edificações e adaptações de espaços voltados para atender limitações de pessoas da terceira idade, deficientes físicos ou com mobilidade reduzida (temporária ou permanente).
    É oportuno observar que as residências dessas pessoas requerem uma infra-estrutura diferenciada do ponto de vista da adequação do espaço e iluminação para que todas as atividades sejam realizadas com conforto, segurança e satisfação.
    A reestruturação das residências reduz os esforços desnecessários, bem como acidentes domésticos, além de proporcionar uma melhor qualidade de vida ao morador/usuário.
    Se quiserem conhecer um pouquinho do meu trabalho:
    http://adaptabysimonechella.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Aconteceu com Meu Pai, totalmente debilitado usando sonda para alimentar-se e com suas pernas com movimentos leves e totalmente desenganado pela Medicina!
    Não acreditamos nisto e fizemos em casa mesmo que ele voltasse a ter força para viver e isto ele tinha de sobra.
    Hoje se alimenta muito bem, caminha, conversa enfim o nosso Amor por ele não nos deixou que perdessemos as esperanças e Deus nos abençoou e nos deu muita força e continua dando.
    Parabéns a vocês que acreditam que um portador da doença de Alzheimer merecem ter uma boa qualidade de Vida.

    ResponderExcluir

Seguidores